domingo, 27 de novembro de 2016

TURISTAS E PEREGRINOS

Turistas e peregrinos


"Pela fé, [Abraão] peregrinou na terra da promessa [...]; porque aguardava a cidade que tem fundamentos, da qual Deus é o arquiteto e edificador." (Hb 11:9, 10)

Yisrael Meir (1838-1933), popularmente conhecido como "Chofetz Chaim", o nome de um de seus livros sobre o cuidado com o uso da língua, foi um renomado rabino polonês. Humilde, apesar de influente, levou uma vida modesta. Conta-se que certa vez um turista o visitou e ficou admirado ao constatar que a casa do rabino era apenas um quarto cheio de livros, mais uma mesa e um banco. Desconcertado, o turista perguntou:

-  Rabino, onde está sua mobília?
-  Onde está a sua? - replicou o rabino.
-  A minha? Eu sou apenas um visitante. Estou de passagem.
-  Eu também! - exclamou Chofetz Chaim.

Muitos mestres espirituais têm tido a consciência de que são apenas peregri­nos de passagem pela Terra, pois estão a caminho de uma pátria melhor. De acordo com. o autor de Hebreus, essa era a postura do patriarca Abraão: "Pela fé, [ele] peregrinou na terra da promessa como em terra alheia, habitando em tendas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa; porque aguardava a cidade que tem fundamentos, da qual Deus é o arquiteto e edificador" (Hb 11:9, 10). O patriarca vivia em tendas, o que sugere uma habitação temporária.

Assim como nosso pai espiritual Abraão, devemos sempre olhar para a cidade eterna. Nosso destino não é Curitiba, São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Aracaju,  ou Brasília. É a Nova Jerusalém. Podemos viver aqui, mas sem esquecer nosso ponto de chegada. Somos cidadãos do Céu de passagem pela Terra.

Eu sonho com a cidade desse Artífice inigualável. Por isso, tento não me pren­der demais às cidades terrenas. Também não centralizo minha vida no acúmulo de coisas. Quando você está viajando, não carrega muita bagagem, a não ser que você seja uma celebridade.

Você se considera um viajante de passagem pelo mundo ou um residente per­manente aqui? É um turista ou peregrino? Em sua identidade, biografia ou geografia espiritual, há lugar para a cidade de Deus? Você imagina a paisagem do Céu, com sua textura completa, incluindo lugares, monumentos, cores e cheiros? Se você esti­vesse descrevendo sua jornada espiritual, o que omitiria de seu mapa de viagem? Vai se sentir emocionado quando chegar à cidade celestial? Deus está em todos os lugares, mas é fundamental viajar em direção à cidade que preparou para nós.