domingo, 23 de agosto de 2015

PARA MEDITAR: Palavra do Dia 1 Reis 3:5-10

Paz do Senhor Jesus

1 Reis 3:5-10:

"E em Gibeom apareceu o Senhor a Salomão de noite em sonhos; e disse-lhe Deus: Pede o que queres que eu te dê. E disse Salomão: De grande beneficência usaste tu com teu servo Davi, meu pai, como também ele andou contigo em verdade, e em justiça, e em retidão de coração, perante a tua face; e guardaste-lhe esta grande beneficência, e lhe deste um filho que se assentasse no seu trono, como se vê neste dia. Agora, pois, ó Senhor meu Deus, tu fizeste reinar a teu servo em lugar de Davi meu pai; e sou apenas um menino pequeno; não sei como sair, nem como entrar. E teu servo está no meio do teu povo que elegeste; povo grande, que nem se pode contar, nem numerar, pela sua multidão. A teu servo, pois, dá um coração entendido para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; porque quem poderia julgar a este teu tão grande povo? E esta palavra pareceu boa aos olhos do Senhor, de que Salomão pedisse isso."

Conclusão da Palavra-chave

Algo que agrada muito a Deus é quando uma pessoa, independente de sua situação na vida, seja pobre ou rico, influente ou não, reconhece a Deus como Senhor e autoridade em sua vida. Quando alguém faz isto, esta pessoa está honrando ao Senhor, assim como quando você pede a opinião de uma pessoa mais velha sobre algo, julgando que ela, dada sua experiência, pode te ajudar a ser muito mais bem sucedido do que se você caminhasse sozinho. Agora, se uma figura paterna possui sabedoria para instruí-lo com menos de cem anos, o que dizer do Senhor criador dos céus e da terra, que existia antes da fundação do mundo? Como somos tolos em não "aproveitarmos" desse relacionamento glorioso intensamente. Temos tanto, mas tanto, a aprender com o Senhor, e o mais interessante, é que Ele deseja te ensinar e instruir, basta você O conceder tal permissão e se sujeitar a Sua vontade, assim como Salomão o fez. Senhor Jesus, muito obrigado por nos aceitar como filhos, mediante Teu sacríficio na cruz. Te peço que, assim como com Salomão, Tu venhas a assumir posição de rei e autoridade sobre nossas vidas, não importando o que somos perante os homens, porque mais vale agradar a Ti do que aos homens, e que Tu venhas a nos orientar e a nos ensinar aquilo que é melhor, de acordo com Tua vontade.